Aguarde, estamos processando as informações...


Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do Rio Grande do Norte Natal, 17 de Junho de 2019




Notícias e Comunicados

Abertas inscrições para o Encceja 2019

Iniciadas as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). De hoje até o dia 31 de maio, os interessados em participar devem se cadastrar, de forma gratuita, no site do Encceja (www.enccejanacional.inep.gov.br). As provas acontecem no dia 25 de agosto. O exame é destinado a jovens e adultos que não conseguiram concluir seus estudos na idade apropriada para cada nível do ensino e que visam obter certificação de conclusão do ensino fundamental, que exige, no mínimo, 15 anos; e do ensino médio, que requer 18 anos completos até o dia de aplicação da prova. No Rio Grande do Norte terão seis polos para realização da prova. São eles: Natal, Parnamirim, Caicó, João Câmara, Pau dos Ferros e Mossoró. Para Afonso Gomes, subcoordenador de avaliação escolar da Secretaria de Estado da Educação do RN, o exame permite que o alcance das metas educacionais, como também, contribui para o que os candidatos possam conseguir vagas de emprego a partir da sua formação escolar. “O Encceja possibilita ao estado atender as metas do Plano Estadual de Educação, que, entre elas, é de aumentar a escolaridade média da população envolvida com a avaliação”, explica Afonso. Os resultados obtidos na avaliação permitem a emissão da Certificação de Conclusão de Ensino Fundamental ou do Ensino Médio, para o participante que consegui a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação, e a declaração parcial de proficiência, para o candidato que conseguir a nota mínima exigida em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas elas. No caso da declaração parcial de proficiência, ela não vale como certificado, mas libera o candidato de ter que refazer a prova sobre essa área nas próximas edições do exame. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) oferece o material gratuito para o ensino fundamental e para o ensino médio no site, e disponibiliza as provas do ano anterior para o estudante ter uma base, além de orientações aos professores que atuam na preparação de estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA). O exame é composto por quatro avaliações objetivas, com 30 questões cada, e redação. Serão consideradas habilitadas a receber o certificado as pessoas que atingirem o mínimo de 100 (cem) pontos em cada um dos testes (a pontuação máxima é de 200 pontos) e obtiverem nota igual ou superior a 5,0 (cinco) pontos na prova de redação (com nota máxima de 10). O INEP aplica e corrige as provas do Encceja, mas quem emite o certificado de conclusão ou declaração parcial de proficiência são as secretarias estaduais e os institutos federais de educação parceiros do INEP. No ato da inscrição, o candidato escolhe em qual instituição será mais fácil solicitar o certificado ou declaração após a liberação dos resultados. Esse ano, é a primeira vez que o edital do exame tem uma versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras), possibilitando a inclusão para pessoas com deficiências.

Dia da Física vira tema de minifeira em escola estadual

No último domingo (19) foi comemorado o Dia da Física. A data faz alusão ao ano de 1905, quando Albert Einstein publicou seus artigos referentes à Teoria da Relatividade, estudo esse que revolucionaria a compreensão sobre física. Escolas da rede estadual de ensino realizam, nesta semana, atividades relativas a data. Dentre as unidades de ensino que trabalharão o dia da física está a escola estadual Zila Mamede, localizada em Natal, que organiza, até hoje (21), uma minifeira, da qual os alunos irão expor experimentos feitos a partir dos conhecimentos adquiridos sobre física em sala de aula. A professora responsável pela atividade é Amanda Vivian, docente de física. A educadora explica que usa aulas experimentais para melhorar a compreensão dos alunos, “com a ajuda da divulgação científica; que é a área que estou seguindo, planejei esse evento na minha prática para que os estudantes possam enxergar essa ciência de uma maneira mais próxima de seu dia a dia, transformando a teoria em algo palpável”. Amanda realiza a atividade desde 2013 na escola. “A física envolve o nosso cotidiano, são diversas coisas que acontecem no dia a dia que não sabemos como acontece a após entender, você percebe o quanto a física é importante”, relata o estudante João Victor, monitor de física da escola, estuda o 3º ano do ensino médio e explica que quando entrou na escola, tinha bastante curiosidade em entender sobre física e hoje, após melhorar suas notas na disciplina, diz que sente prazer em ajudar quem tem dificuldade como ele teve no passado. Esse ano, os físicos homenageados pela escola serão Einstein e Stephen Hawking. No Brasil, o 19 de maio passou a ser comemorado a partir de 2005, quando a ONU (Organização das Nações Unidas), deliberou o ano como o Ano Internacional da Física, em homenagem aos cem anos do “Ano Miraculoso de Einsten”.

Baixar Anexo

Aluna da rede pública ganha 1º lugar em feira de ciências nos EUA

A estudante Ekarinny Myrela Brito de Medeiros, aluna da Ufersa e egressa da escola estadual Hermógenes Nogueira Costa, localizada em Mossoró, conquistou, na última sexta-feira (17), durante a Intel ISEF, Feira Internacional de Ciências e Engenharia, o 1º lugar da Patent and Trademark Office Society e o 4º lugar na categoria Translational Medical Science (TMED). A feira e premiação aconteceram na cidade de Phoenix, no Arizona (EUA). A única representante do RN na feira defendeu o projeto “Desenvolvimento de cateter bioativo proveniente do aproveitamento do líquido da castanha do caju (Anacardium Occidentale) como alternativa na prevenção de infecção sistêmica”. O trabalho começou a ser concebido após uma experiência familiar da estudante. Ekarinny perdeu uma tia, vítima de infecção na corrente sanguínea, ocasionada por um cateter. Diante desse acontecimento, a aluna iniciou estudos e descobriu que não havia cateter que possuísse propriedades bioativas, que inibe bactérias. Além das premiações oficiais, Ekarinny foi convidada para publicar o seu projeto no International Journal of High School Research. “Nunca imaginei que poderia subir duas vezes no palco da Intel e conseguir o quarto lugar na minha categoria. Queria agradecer a todas as pessoas que me ajudaram, ao Governo do Estado, ao Programa Ciência para Todos, a Ufersa – a minha universidade, ao CCAA, aos vereadores que me apoiaram. Sintam-se todos abraçados”, disse Ekarinny. A SEEC, em parceria com universidades do RN, como a UERN e Ufersa, realiza ações com foco no desenvolvimento do pensamento científico dos estudantes e na motivação dos professores na realização de ações que dinamizem a ciência em sala de aula. "Para nós, é motivo de orgulho ver tantos estudantes trilhando um caminho de sucesso por meio da iniciação científica”, pontua Márcia Gurgel, secretária adjunta de Educação. Com informações da Ufersa.

DIREC - Apresentação Treinamento SIPAC (Levantamento Patrimonial)

DIREC - Apresentação Treinamento SIPAC (Levantamento Patrimonial)

Baixar Anexo

DIREC - Roteiro Treinamento SIPAC (Levantamento Patrimonial)

Roteiro Treinamento SIPAC - Levantamento Patrimonial

Baixar Anexo

Guia - Ata Eletrônica

Prezados,
Encontra-se disponivel o Guia de Treinamento do Modulo Ata Eletrônica para as Escolas da Rede Privada e Municipal de ensino.
Atenciosamente,
Soinspe/SEEC

Baixar Anexo

SIGEduc | SEEC - RN - (84) 3232-1897 / (84) 32321316 - seec-app4.s4i1 v8.5.70zw.seec-rn